Mãe Márcia d’Oxum

“Existe a história do Negro sem a história do Brasil,mas não Existe a história do Brasil sem a história do Negro”, atesta Iyá Márcia d’Oxum, importante liderança na defesa dos povos tradicionais de matriz africana. Filha do terreiro do Gantois desde 1968 quando me iniciei, pela lendária Mãe Menininha ( Mo juba Iyá mi ). Sua iniciação se deu através de sua mãe carnal Ivone d’Oxóssi, também egbomi do Gantois. Mãe Márcia atualmente é filha de Mãe Carmem d’Oxála, atual herdeira do Gantois e com quem Mãe Márcia completou seu ciclo religioso. Mãe Márcia Sem esquecer também cultiva um carinho muito grande por Mãe Cleusa d’Nanã, irmã de Mãe Carmem e que outrora dirigiu o Gantois. Márcia d´Oxum, mulher, brasileira, NEGRA, apaixonada pelo Candomblé e todo o movimento negro que foi preservado no interior das Matrizes Africanas, ativista contra o racismo, preconceito de qualquer instância e intolerância religiosa. Desenvolve trabalhos sociais com jovens de comunidade de terreiro e acredita num mundo melhor. Idealista, casada, mãe de dois filhos, avó de quatro netos e mãe de uma grande comunidade.